Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2017 > Presidente da Codevasf participa da cerimônia de um ano de sanção da Lei das Estatais
conteúdo

Notícias

Presidente da Codevasf participa da cerimônia de um ano de sanção da Lei das Estatais

A presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Kênia Marcelino, participou nesta quinta-feira (29) da cerimônia que celebrou um ano de sanção da Lei de Responsabilidade das Estatais (Lei 13.303/16), no Palácio do Planalto, a convite do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MP).
publicado: 29/06/2017 17h52, última modificação: 20/06/2018 17h37

Norma estabelece regras mais rígidas para nomeações a cargos de direção e para licitações das empresas públicas

A presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Kênia Marcelino, participou nesta quinta-feira (29) da cerimônia que celebrou um ano de sanção da Lei de Responsabilidade das Estatais (Lei 13.303/16), no Palácio do Planalto, a convite do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MP). O diretor da Área de Gestão de Empreendimentos de Irrigação da Codevasf, Napoleão Casado, e o assessor da Presidência, Sérgio Miranda, acompanharam a presidente da empresa no evento.

A Lei estabelece regras mais rígidas para nomeações a cargos de direção e para as licitações das empresas públicas. Segundo o texto, o critério para as nomeações deve ser técnico e os nomes, de preferência, devem ser do próprio quadro da empresa.

Para o presidente Michel Temer, foi preciso sanear as empresas públicas com critérios mais objetivos, regras mais rígidas e mecanismos mais modernos de controle. "Essa medida surgiu na tentativa de impedir qualquer influência que não fosse geradora de uma ação administrativa eficiente para o povo brasileiro. O objetivo não era só moralista, era também de salvar, cultivar e valorizar o patrimônio de todos os brasileiros", disse.

De acordo com o MP, há 151 empresas estatais federais, que empregam 523 mil pessoas. Como resultado direto da Lei de Responsabilidade das Estatais, as principais empresas públicas brasileiras registraram lucro de R$ 10,48 bilhões no primeiro trimestre deste ano. "Após 7 anos de crescimento acentuado de suas dívidas, as estatais federais viram reduzir seu endividamento em 24%", registrou o ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira.

Segundo a presidente da Codevasf, Kênia Marcelino, a Companhia vem adotando medidas internas que atendem à Lei de Responsabilidade das Estatais. "Nós instalamos o Comitê de elegibilidade, através da Diretoria Executiva, publicamos uma resolução interna que estabelece novos limites de competência de acordo com a Lei 13.303/16. Esta resolução abrange a Sede e todas as Superintendências Regionais da Codevasf e, desde sua publicação, tem apresentado grandes resultados", afirma.

As regras da Lei são aplicadas para todas as estatais federais: empresas públicas, sociedades de economia mista e suas subsidiárias e qualquer sociedade cuja maioria do capital votante pertença direta ou indiretamente à União.

Veja fotografias no perfil da Codevasf no Flickr:
https://www.flickr.com/photos/codevasf/albums/72157683556549200