Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2017 > Dia Mundial do Meio Ambiente: Codevasf investiu R$ 2,8 milhões na contenção de dunas no litoral do Piauí
conteúdo

Notícias

Dia Mundial do Meio Ambiente: Codevasf investiu R$ 2,8 milhões na contenção de dunas no litoral do Piauí

A contenção do avanço de dunas sobre áreas de preservação ambiental no município de Ilha Grande, no litoral do Piauí, é uma das importantes ações apoiadas pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) a ser ressaltada na passagem no Dia Mundial do Meio Ambiente (05 de junho). Com investimento de R$ 2,8 milhões, a ação tem por finalidade proteger o ecossistema local e preservar a segurança de comunidades ribeirinhas nessa região da bacia hidrográfica do Parnaíba, numa parceria com a Secretaria de Meio Ambiente do Piauí.
publicado: 06/06/2017 09h45, última modificação: 20/06/2018 17h37

A ação visa proteger riquezas ecológicas, paisagísticas e culturais, que estavam ameaçadas pelo avanço da areia, além de preservar a moradia dos habitantes locais da invasão pela areia.

A contenção do avanço de dunas sobre áreas de preservação ambiental no município de Ilha Grande, no litoral do Piauí, é uma das importantes ações apoiadas pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) a ser ressaltada na passagem no Dia Mundial do Meio Ambiente (05 de junho). Com investimento de R$ 2,8 milhões, a ação tem por finalidade proteger o ecossistema local e preservar a segurança de comunidades ribeirinhas nessa região da bacia hidrográfica do Parnaíba, numa parceria com a Secretaria de Meio Ambiente do Piauí.

O projeto, contratado pela Codevasf, foi desenvolvido de 2011 a 2016. A ação tem por objetivo proteger riquezas ecológicas, paisagísticas e culturais, que estavam ameaçadas pelo avanço das dunas e está garantindo o transporte fluvial na área. “Essa ação foi muito importante para rio Parnaíba, pois evitou que as dunas causassem assoreamento do seu leito. Com isso, a navegação foi mantida”, relata José Orlando Soares, técnico da Unidade de Meio Ambiente da Codevasf no Piauí e fiscal da obra.

O avanço das Dunas no Delta do Parnaíba é uma dos temas que merece atenção especial da Codevasf. O litoral piauiense tem cerca de 66km de extensão, dos quais 30km estão na Ilha Grande de Santa Isabel e 36km na parte continental. É pouco recortado e apresenta costas baixas e arenosas, nas quais se encontram manguezais, salgados (marinas tropicais hipersalinas) e apicuns (áreas de solos hipersalinos situadas em regiões entre marés superiores). Essas áreas encontram-se no interior da Área de Proteção Ambiental (APA) do Delta do Parnaíba, administrada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), no Piauí e contam com normas específicas de proteção ambiental.

Ecossistemas dunares

Na foz do rio Parnaíba, destacam-se as dunas, de constituição predominantemente arenosa, com aparência de colina, produzida pela ação dos ventos. No ambiente costeiro da bacia do Parnaíba encontram-se as dunas móveis, com ausência de vegetação que ocorrem próximas as praias, onde a ação dos ventos é mais intensa. Sobre essas, foi realizado o trabalho da Codevasf.

dunasO trabalho foi baseado na implantação de biocoberturas – ou biomantas, que são telas vegetais capazes de proteger o solo da ação dos ventos e de assegurar a umidade e a permanência de espécies vegetais plantadas – em uma área de 93.000 m². As intervenções incluíram ainda correção do solo, aplicação de capim, plantio de nove mil mudas de espécies nativas e semeadura de espécies vegetais diversas. A área foi protegida com cinco mil metros de cerca.

As dunas são áreas protegidas porque exercem função fundamental na dinâmica da zona costeira, ou seja, ajudam a controlar processos erosivos e contribuem para a formação da recarga de aquíferos. Por apresentar excepcional beleza cênica e paisagística, as dunas são importantes para as atividades de desenvolvimento sustentável, por exemplo, o turismo.

“Essa é uma das ações que a Codevasf apoia e realiza e que contribui não só para a melhoria da qualidade de vida de quem mora na região, mas também para a preservação da natureza enquanto ecossistema, em toda a sua diversidade e riqueza, e para a preservação da água, em última instância. É muito importante também que sejam realizados estudos para sempre aprimorar essas técnicas e desenvolver novas estratégias de abordagens para a preservação dos ecossistemas dunares, tão característicos da nossa região do Piauí”. afirmou Inaldo Guerra, diretor de revitalização da Codevasf.

Mais informações sobre as ações na bacia do rio Parnaíba podem ser obtidas no link do plano Nascente Parnaíba encontrado na página da Codevasf: http://www2.codevasf.gov.br/programas_acoes/plano-nascente


Fotografias: 

https://www.flickr.com/photos/codevasf/sets/72157659769221132/


Ouça as notícias da Codevasf:

https://soundcloud.com/codevasf