Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2017 > Codevasf fortalece produção familiar no semiárido de Pernambuco
conteúdo

Notícias

Codevasf fortalece produção familiar no semiárido de Pernambuco

Cerca de 5 mil famílias que vivem da produção agrícola familiar no semiárido de Pernambuco estão sendo melhor estruturadas para manter suas lavouras em meio à estiagem prolongada. A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) está aplicando cerca de R$ 5 milhões em 62 tratores e implementos agrícolas que serão disponibilizados às famílias por meio de associações de comunidades rurais e prefeituras.
publicado: 02/03/2017 07h50, última modificação: 20/06/2018 17h35

Cinco mil famílias são estruturadas com tratores e implementos para produzir em meio à seca; investimento é de R$ 5 milhões

Cerca de 5 mil famílias que vivem da produção agrícola familiar no semiárido de Pernambuco estão sendo melhor estruturadas para manter suas lavouras em meio à estiagem prolongada. A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) está aplicando cerca de R$ 5 milhões em 62 tratores e implementos agrícolas que serão disponibilizados às famílias por meio de associações de comunidades rurais e prefeituras.

Destes, seis já foram entregues e os demais serão repassados ao longo deste ano. “Essa máquina vai nos ajudar não só na aração de terra, mas também para carregar o esterco de gado, que hoje pagamos para receber por falta de trator com reboque para buscarmos nós mesmos. Agora poderemos economizar bastante”, garante Edval João Vieira, presidente da Associação Comunitária Esperança, Ação e União, da comunidade de Cariri Mirim, em Moreilândia.

O superintende regional da Codevasf em Pernambuco, Aurivalter Cordeiro, destaca que a agricultura familiar deve ter sempre o maior apoio possível do governo federal, e o maquinário é uma ótima maneira de fortalecer as associações de produtores familiares do semiárido.

“A agricultura familiar é muito importante para a segurança alimentar do país. O IBGE mostra que a agricultura familiar está em 84% dos estabelecimentos agropecuários e responde por aproximadamente 33% do valor total da produção do meio rural. Para que esse setor continue crescendo, é preciso que ele seja mecanizado o mais rapidamente possível. Em 2010, havia no semiárido um trator para cada 2,1 mil hectares. Essa proporção precisa melhorar drasticamente”, observa Cordeiro.

Os recursos que garantem a ação executada pela 3ª Superintendência Regional da Codevasf são do Orçamento Geral da União destinados à Codevasf por emendas parlamentares.

Até o momento, já foram beneficiadas as associações Quilombola de Ingazeira e do Poço do Boi, no município de Itacuruba; a Associação Rural Sítio Boa Vista e Feliciano, em Tabira; a Associação Comunitária Esperança, Ação e União, em Moreilândia; a Associação de Moradores da Ilha do Massangano e a Associação Agricultores do Sítio Marizinho e Adjacências, ambas no município de Petrolina.

Presidente da Associação do Sítio Marizinho e adjacências, em Petrolina, Valberto Alves da Silva conta que a entrega do trator agrícola muda a expectativa dos agricultores da região.

“É importantíssimo para o desenvolvimento de nossa região. Com a máquina, a gente vai fazer a aração de terra no tempo ideal, quando chove. Nós temos dez associações aqui e não tínhamos nem uma máquina. Ter um trator é fundamental para o desenvolvimento da agricultura familiar. A máquina chegou na hora certa e vai trazer um novo futuro para a região”, comemora o produtor.

Ouça notícias da Codevasf:
https://soundcloud.com/codevasf

Veja fotografias ilustrativas:
https://www.flickr.com/photos/codevasf/sets/72157671397332152/