Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2017 > Codevasf apresenta estudos preliminares para revitalizar a bacia do rio Itapecuru
conteúdo

Notícias

Codevasf apresenta estudos preliminares para revitalizar a bacia do rio Itapecuru

Os primeiros resultados do estudo socioambiental estratégico de suporte à revitalização da bacia hidrográfica do rio Itapecuru, no Maranhão, serão apresentados pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) nesta quarta-feira (20), em uma oficina de trabalho no auditório da 8ª Superintendência Regional da empresa, em São Luís (MA).
publicado: 20/09/2017 09h33, última modificação: 20/06/2018 17h38

Os primeiros resultados do estudo socioambiental estratégico de suporte à revitalização da bacia hidrográfica do rio Itapecuru, no Maranhão, serão apresentados pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) nesta quarta-feira (20), em uma oficina de trabalho no auditório da 8ª Superintendência Regional da empresa, em São Luís (MA).

Durante o evento, que acontecerá das 9h às 17h, será explanado o panorama geral dos aspectos que compõem a realidade e a dinâmica da bacia hidrográfica do rio Itapecuru. Representantes de diversos órgãos envolvidos na ação também poderão contribuir com informações.

O estudo está sendo realizado por uma empresa contratada pela Codevasf, e tem como objetivo identificar as principais questões socioambientais da bacia hidrográfica do Itapecuru, resultando na apresentação de uma agenda de investimentos necessários à sua revitalização. No trabalho, serão apontadas as principais ações a serem desenvolvidas, a localização das intervenções sugeridas no território e os responsáveis por cada ação.

De acordo com o superintendente regional da Codevasf no Maranhão, Jones Braga, trata-se de um processo participativo e colaborativo entre órgãos públicos federais, estaduais e entidades civis comprometidas com a revitalização da bacia hidrográfica do Itapecuru. “Para a consolidação do estudo, a Codevasf conta com a contribuição de técnicos de diferentes instituições que tenham relação com o tema por meio de participação nas oficinas, de agendamento de entrevistas para esclarecimento de dúvidas, bem como a disponibilização de dados e informações pertinentes à bacia hidrográfica do Itapecuru, composta por 55 municípios”, explica o superintendente.

Na primeira oficina, devem estar presentes representantes da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Cocais), da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM), da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), da Administração das Hidrovias do Nordeste (AHINOR/DNIT), das Secretarias estaduais de Agricultura Familiar (SAF), de Planejamento e Orçamento (SEPLAN), de Agricultura, Pecuária e Pesca (SAGRIMA), das Cidades (SECID), de Indústria, Comércio e Energia (SEINC) e de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMA).

Nas próximas fases do estudo, também serão realizadas oficinas para apresentação dos resultados do trabalho e aporte de contribuições. As próximas etapas são “Cenários e Repercussões” e “Agenda de Investimentos e Indicadores de Monitoramento”. A partir do diagnóstico detectado pelas equipes técnicas, o estudo avança para a fase de interpretação, análise crítica e de proposição, até chegar a um conjunto de indicadores capazes de gerar uma agenda de investimentos para a bacia do rio Itapecuru.

Seminário de Revitalização

Na sexta-feira (22), a Codevasf participa do V Seminário Revitalização dos Rios Maranhenses e Suas Nascentes, realizado na cidade de Balsas, das 8h às 12h30, no auditório do colégio Marista São Pio X. A programação conta com palestras, mesas redondas e debates na área de sustentabilidade ambiental. Um dos objetivos é discutir estratégias de recuperação e manutenção da Bacia do Parnaíba, que tem o Rio Balsas como um de seus principais afluentes no Maranhão.

As inscrições para o seminário podem ser feitas com antecedência pelo e-mail inscrições@cidadesolidaria.org, pelo fone (98) 99221-1261 ou na Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Balsas. A entrada é gratuita. Para ter direito ao certificado de participação, é preciso levar 1 quilo de alimento não perecível que será doado a uma instituição beneficente de Balsas.

Fotografias:

https://www.flickr.com/photos/codevasf/albums/72157686857468694