Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2017 > Codevasf apresenta contribuições para a agricultura irrigada em Alagoas
conteúdo

Notícias

Codevasf apresenta contribuições para a agricultura irrigada em Alagoas

As ações realizadas pela Codevasf em agricultura irrigada na região Nordeste e Norte de Minas foram destacadas pelo diretor da Área de Gestão dos Empreendimentos de Irrigação, Napoleão Casado, durante o seminário “Perspectivas para o Agronegócio em Alagoas”, realizado em Maceió.
última modificação: 25/07/2017 16h48

Durante seminário, diretor de irrigação da empresa, Napoleão Casado, expôs a experiência da Codevasf em sua área de atuação

As ações realizadas pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) em agricultura irrigada na região Nordeste e Norte de Minas foram destacadas pelo diretor da Área de Gestão dos Empreendimentos de Irrigação, Napoleão Casado, durante o seminário “Perspectivas para o Agronegócio em Alagoas”, realizado em Maceió.

“Somente em Alagoas, os projetos públicos de irrigação mobilizam cerca de 10 mil vagas de trabalho direta e indiretamente. No total, os 25 projetos de irrigação da Codevasf empregam direta e indiretamente 242 mil pessoas em todo o Nordeste e no Norte de Minas”, apontou Napoleão Casado, que responde pela Presidência da empresa. Ele acrescentou que 90% das áreas irrigadas da Codevasf são de uso de agricultores familiares e 10% são representados por lotes empresariais.

Segundo o diretor, o Brasil possui cerca de 467 mil hectares irrigados em projetos públicos de irrigação, dos quais aproximadamente 120 mil hectares estão distribuídos nos 25 projetos sob a responsabilidade da Codevasf.

Napoleão Casado destacou que a ampliação da área de atuação da Codevasf no estado, por meio de projeto de lei que tramita no Congresso Nacional, permitirá à empresa atuar na estruturação do desenvolvimento regional em mais 32 municípios alagoanos; além dos 50 atualmente atendidos por ações em áreas, como agricultura irrigada, infraestrutura e revitalização ambiental, econômica e social de bacias hidrográficas.

Ele apontou ainda os investimentos que estão sendo realizados pela Companhia para aproveitamento hidroagrícola do Canal do Sertão de Alagoas, uma das maiores obras hídricas do Brasil. “Estão sendo consolidados os projetos executivos para implantação de três projetos públicos de irrigação ao longo do Canal do Sertão, um em Delmiro Gouveia, outro em Pariconha e um terceiro em Inhapi, que aguardam agora a dotação de recursos para serem implantados”, explicou.

Em Alagoas, a produção agrícola está passando por uma reestruturação a partir da redução da área de cultivo de cana e das unidades de agroindustriais sucroenergéticas e da diversificação na produção de grãos.

“É necessário discutir qual será o novo arranjo produtivo na região e pensar nas famílias, que antes tinham os seus empregos e que agora precisam estar inseridas em atividades produtivas. A Codevasf tem uma experiência de mais de 40 anos e está à disposição do estado para, junto a outros órgãos, promover o desenvolvimento regional”, ressaltou o diretor. “Já atuamos em Alagoas e estamos otimistas com a expansão da atuação para mais municípios nos vale do Paraíba e do Mundaú”, completou.

Outras ações

Entre outras ações da Codevasf, a gestão do Projeto de Integração do Rio São Francisco com Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional (Pisf) foi abordada no seminário. “A Codevasf foi designada pela Presidência da República como operadora federal do Pisf, um projeto que vai beneficiar cerca de 12,3 milhões de pessoas na região Nordeste. É um desafio que estamos trabalhando para levar água àquelas que mais precisam”, disse Napoleão Casado.

Outro ponto apresentado diz respeito às ações para mitigação dos efeitos da estiagem prolongada no Nordeste. Entre as intervenções para minimizar os efeitos da estiagem nas áreas irrigadas da Codevasf estão: limpeza de canais de irrigação dos projetos e em pontos críticos do rio São Francisco; perfuração de poços; e instalação de estruturas flutuantes de captação de água para irrigação.

Seminário

Promovido por Sebrae/AL, Secretaria da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura de Alagoas (Seagri/AL) e Federação da Agricultura e Pecuária do Estado (Faeal), o seminário teve o objetivo de debater alternativas para o agronegócio no estado diante da crise hídrica. O seminário também discutiu os novos arranjos produtivos e a contribuição de organizações públicas e privadas.

No evento, o pesquisador e chefe adjunto do Núcleo de Estudos Estratégicos do Centro de Estudos Estratégicos e Capacitação da Embrapa, Elísio Contini, apresentou as perspectivas para o agronegócio no Brasil. Enquanto o secretário da Seagri, Álvaro Vasconcelos, expôs perspectivas para o agronegócio em Alagoas.

Fotos:

https://www.flickr.com/photos/codevasf/sets/72157686666073746

Ouça as notícias da Rádio Codevasf:

https://soundcloud.com/codevasf