Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2005 > Rede virtual da Caatinga
conteúdo

Notícias

Rede virtual da Caatinga

Entidades e instituições governamentais ligadas à área de meio ambiente, que trabalham para a preservação do bioma caatinga, reuniram-se num seminário, em Recife, com o objetivo de discutir os mecanismos de implantação da Rede Virtual de Informações da Caatinga. A Codevasf foi representada no evento pelo supervisor do Escritório da empresa em Recife, Marcelo Teixeira. A iniciativa do encontro foi da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente de Pernambuco (Sectma).
publicado: 31/08/2005 10h20, última modificação: 20/06/2018 16h57

Entidades e instituições governamentais ligadas à área de meio ambiente, que trabalham para a preservação do bioma caatinga, reuniram-se num seminário, em Recife, com o objetivo de discutir os mecanismos de implantação da Rede Virtual de Informações da Caatinga. A Codevasf foi representada no evento pelo supervisor do Escritório da empresa em Recife, Marcelo Teixeira. A iniciativa do encontro foi da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente de Pernambuco (Sectma).

Além do Conselho Nacional da Reserva da Biosfera da Caatinga, do Ministério de Meio Ambiente, da Agência Nacional de Águas (ANA) e Codevasf, participaram representantes dos 09 estados nordestinos e de Minas Gerais, com o comprometimento de atuarem no Plano de Ação da Rede. A idéia é que todos os estados possam determinar quais ações já estão sendo feitas e detalhar sobre suas bases de informação e sistemas utilizados.

Trazendo informações físico-bióticas e sócio-econômicas sobre os 1.280 municípios que o bioma engloba, o Banco de Dados Georreferenciados do Bioma Caatinga foi lançado em julho de 2004 e pode ser visualizado através do programa Terraview 3.0, software de domínio público e distribuição gratuita. Além de uma página na internet (www.biosferadacaatinga.org.br), lançada recentemente, técnicos da Sectma, junto com o Conselho Nacional da Caatinga, continuam implantando o banco de dados em várias localidades. A Codevasf já tem implantado o sistema na sede em Brasília e nas Superintendências Regionais de Petrolina e Juazeiro.

Como o único bioma tipicamente brasileiro, ocupando uma área que corresponde a aproximadamente 60% do território da região Nordeste (1.037.517 km²), a Caatinga tem indiscutível importância dentro do cenário ambiental brasileiro e é alvo freqüente de pesquisas. Por conta dessa importância, tem sido de extrema facilidade a utilização de novas tecnologias para a divulgação da biodiversidade do bioma Caatinga.