Você está aqui: Página Inicial > Linhas de Negócio > Irrigação > História
conteúdo

História

por cathy.henry publicado 31/10/2017 11h01, última modificação 07/11/2017 12h16

Estudos comprovam que em 4.500 a.C. essa prática era utilizada pelos Assírios, Caldeus e Babilônicos no continente asiático. Da mesma forma, as grandes aglomerações que se fixaram nas margens dos rios Huang Ho e Iang-Tse-Kiang, na China (ano 2.000 a.C.), do Nilo, no Egito, do Tigre e do Eufrates, na Mesopotâmia, e do Ganges, na Índia (ano 1.000 a.C.), nasceram e cresceram graças à utilização eficiente de seus recursos hídricos.

Só mais tarde, há cerca de 1.500 anos, é que a humanidade se deslocou para regiões úmidas, onde a irrigação perdeu sua necessidade vital, transformando-se em prática subsidiária e menos utilizada. Aí cresceram as grandes concentrações humanas, que foram forçadas, para sua subsistência, a explorar quase todo o solo arável. Com o contínuo crescimento demográfico, a humanidade se viu compelida a praticar a irrigação, tanto para suplementar as chuvas nas regiões úmidas, como para tornar produtivas as zonas áridas e semi-áridas. A história da irrigação se confunde, na maioria das vezes, com a história da agricultura e da prosperidade econômica de inúmeros povos. Muitas  civilizações antigas se originaram assim, em regiões áridas, onde a produção só era possível com o uso da irrigação.