Document Actions
Obras Raras
  • LIAIS, Emmanuel et alHydrographic du haut San–Francisco et du Rio das Velhas; au résultats au point de vue hydrographique d´un voyage effectué dans la province de Minas-Geraes: ouvrage publié par ordre du gouverment imperial du Braésil et accompagné de cartes levées par l´auteur. Paris: Garnier Frères; Rio de Janeiro: B.L. Garnier, 1865. 47p., il. Inclui mapas, 59 x 42cm.

Resumo:  Estudo do rio das Velhas a partir de Sabará - MG, feito por determinação de Dom Pedro II. Ilustra suas cartas com múltiplas seções de vazão, levantadas em vários trechos, determinando coordenadas geográficas para o caminho percorrido.

Halfeld

HALFELD, Henrique Guilherme FernandoAtlas e relatório concernente à exploração do Rio de São Francisco desde a cachoeira da Pirapóra até ao Oceano Atlântico: levantado por ordem do governo de S.M.I. o Senhor Dom Pedro II. Rio de Janeiro: Lithografia Imperial, 1860. 57p., il. Inclui mapas, 54 x 44 cm.

Resumo: Estudo das condições de navegação no rio São Francisco e seus afluentes; circunstâncias que as favorecem e obstáculos que as dificultam. Descrição do seu curso desde a cachoeira de Pirapora até o Oceano Atlântico.

  • TRIGUEIROS, Edilberto da Mota. Primeira contribuição para um dicionário enciclopédico do Vale do São Francisco. Juazeiro: Comissão do Vale do São Francisco – 4. Distrito de Estudos e Obras, 1950. 82p., il. Mimeografado.
  • Resumo:
  •   Dicionário enciclopédico contendo a origem de expressões e de canções folclóricas - incluindo partituras musicais - consideradas regionalismos dos municípios baianos: Barreiras, Campo Largo, Pontal, Barra, Xique-Xique, Pilão Arcado, Remanso, Sento–Sé, Casa Nova e Juazeiro e dos municípios em Pernambuco: Petrolina, Boa Vista, Coripós, Parnamirim e Ouricuri.

  • COMISSÃO DO VALE DO SÃO FRANCISCO. Estudo do Rio das Velhas. Rio de Janeiro, 1953. Álbum fotográfico. 70 fotos em p&b.

Resumo:  Coleção de fotografias registrando a expedição para reconhecimento do trecho entre Santa Luzia e Guaicuí, com a finalidade de estudar o Rio das Velhas enfocando o conjunto de suas possibilidades para produção de energia, navegação, controle de enchentes e irrigação. Realizada em 1 de Julho de 1953 pelos engenheiros Oscar Machado

  • COMISSÃO DO VALE DO SÃO FRANCISCO. Reconhecimento do rio Urucuia e de sua bacia. Rio de Janeiro : Machado da Costa S.A., 1956. Álbum fotográfico. 26 fotos do percurso fluvial e 55 fotos do percurso terrestre em p&b.

    da Costa, Bohclan Fedák e Rodrigo Otavio Coutinho.

Resumo:  Coleção de fotografias registrando a expedição realizada de julho a setembro de 1956, tendo como ponto de partida o Porto de Pirapora - MG, no rio São Francisco, percorrendo toda a bacia hidrográfica do rio Urucuia.

  • ROCHA, Geraldo. O Rio São Francisco: fator precípuo da existência do Brasil. São Paulo: Nacional, 1946. 301p. Inclui mapa. (Brasiliana).

Resumo: Apresenta um breve histórico do Rio São Francisco, que há quase quatro décadas continua sendo atual e valioso para aqueles que desejam ampliar seus conhecimentos sobre fatos que marcaram parte da nossa História. Trata-se da 1° edição autografada pelo autor, com dedicatória a um amigo em 14 de agosto de 1940 no Rio de Janeiro.

  • SALLES, Apolônio. O Rio São Francisco e a sua colonização. Rio de Janeiro, 1942. 31 p. Inclui mapa.

Resumo: Conferência realizada à 26 de agosto de 1942 no Palácio Tiradentes.

  • SALLES, Apolônio. O potencial hidroelétrico do São Francisco. Rio de Janeiro: Ministério da Agricultura, 1945. 80 p. Inclui mapa, fotos.
Resumo: Conferência-sabatina realizada na sede da União Nacional dos estudantes em 14 de setembro de 1944.

  • BRASIL. Ministério da Agricultura. Serviço de Meteorologia. Normais climatológicas. Rio de Janeiro: Serviço de Informação Agrícola, MA, 1941. 167 p.
Resumo: Normais climatológicas tem o objetivo de suprir a falta de divulgação, posteriormente à 1920, dos valores normais das observações efetuadas em estações do Serviço de Meteorologia.



atualizado em 04/07/2017 11:49