Document Actions
Modelo de desenvolvimento regional da Codevasf para o Sertão Alagoano é tema de reunião no MDR

Modelo de desenvolvimento regional da Codevasf para o Sertão Alagoano é tema de reunião no MDR

A convite do Ministério de Desenvolvimento Regional (MDR), a Codevasf apresentou nesta quinta-feira (11) um plano de desenvolvimento regional para a área de influência do Canal do Sertão Alagoano à nova gestão da instituição, em reunião organizada pela Subsecretaria de Parcerias, Arranjos Institucionais e Cooperação Internacional (SPAC). O plano foi apresentado pelo analista em desenvolvimento regional da Codevasf Eduardo Motta.

Na reunião foram expostos o detalhamento do plano e dados de levantamentos realizados pela Companhia em áreas que poderão ser beneficiadas pelo abastecimento do canal. “Diagnosticamos 12 municípios, que correspondem a 544 comunidades rurais onde vivem cerca de 160 mil pessoas. A partir do diagnóstico foram elaborados projetos executivos que já estão em processo de implantação em três desses municípios”, explica Eduardo Motta.

A Codevasf iniciou no ano de 2018 as obras de implantação de quatro sistemas adutores que distribuirão água para os municípios de Água Branca (AL), Delmiro Gouveia (AL) e Pariconha (AL); 31% da obra já foi executada. De acordo com Eduardo Motta, o objetivo inicial da obra é fornecer água para consumo e futuramente para produção irrigada em quintais produtivos. “Atualmente a população local é abastecida por meio da água levada por caminhões-pipa; com a conclusão dos sistemas as comunidades terão água diretamente em suas casas”, afirma.

Participaram da reunião diretores, coordenadores e assessores de secretarias e subsecretarias do ministério. “A ocasião foi uma oportunidade de mostrar a atuação da Codevasf no sertão alagoano e de que forma esse modelo do plano pode colaborar para a evolução de outros já existentes no Nordeste brasileiro”, diz Motta.

O Canal

O Canal do Sertão Alagoano é a maior obra de infraestrutura hídrica do Governo Federal em Alagoas e uma das maiores do Brasil. O empreendimento é implantado com recursos do Ministério do Desenvolvimento Regional; as obras são realizadas sob responsabilidade do Governo de Alagoas. Com 250 quilômetros de extensão, o canal, quando finalizado, beneficiará um milhão de pessoas; 110 km da obra foram concluídos até o momento.

atualizado em 15/04/2019 17:15