Document Actions
Seminário de apicultura no Norte de Minas debaterá produção apícola no estado

Seminário de apicultura no Norte de Minas debaterá produção apícola no estado

Discutir o potencial da apicultura no Vale do rio São Francisco em Minas Gerais e ressaltar a necessidade de profissionalização dos produtores rurais que desenvolvem a atividade apícola no estado. Esses serão os principais temas de debate no 14º Seminário de Apicultura do Norte de Minas, promovido pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). O evento será realizado na próxima quarta-feira (4), em Montes Claros (MG), nas dependências do espaço de eventos da OAB, no bairro Ibituruna.

A Codevasf tem como parceiros no evento – além do Ministério da Integração Nacional – a Emater/MG, o Senar Minas Gerais, o Sebrae, a Cooperativa dos Apicultores do Norte de Minas (Coopemapi) e outras entidades ligadas ao segmento produtivo rural. O público esperado é de cerca de 600 participantes, entre apicultores, professores e alunos da faculdade de agronomia da região, além de pessoas interessadas no segmento. As inscrições podem ser feitas na sede da Codevasf em Montes Claros (Avenida Geraldo Athayde, 483) ou no local do evento a partir das 7h30.

De acordo com relatório produzido por técnicos da Codevasf, o vale do São Francisco em Minas, notadamente na área que abrange a região do semiárido, vem se destacando na última década como grande e promissor produtor de mel. A Companhia – como órgão do governo federal indutor de desenvolvimento socioeconômico – vem acompanhando de perto essa realidade.

Rodrigo Rodrigues, superintendente da Codevasf no estado, afirma que técnicos ligados à área apícola estão focados no desenvolvimento de ações que visem a incentivar e acelerar a atividade na região. “A empresa tem promovido parcerias de trabalho com municípios e vários outros órgãos públicos que atuam na área de abrangência da Codevasf em Minas. Uma dessas ações é promover intercâmbio entre os produtores familiares que atuam na área rural, com apresentação de palestras, reuniões no campo e encontros anuais, como a realização desse seminário”, diz.

De acordo com o engenheiro agrônomo e analista em desenvolvimento regional da Codevasf Alex Demier, a apicultura é considerada uma atividade altamente sustentável, que, além de agregar renda ao produtor rural, ajuda a preservar o meio ambiente. Ele destaca que a atividade, apoiada pela Companhia, conta hoje com mais de 1.500 apicultores, distribuídos em 32 municípios mineiros, com produção anual de aproximadamente 1.000 toneladas de mel – o que permite aos produtores receita de cerca de R$ 15 milhões.

“Tudo isso [tem ocorrido] diante de investimentos, nos últimos 10 anos, de aproximadamente R$ 6 milhões na aquisição de equipamentos e materiais visando à estruturação do setor com o repasse de centrífugas, tanques decantadores, embaladoras, melgueiras, construções de casas de apoio à produção de mel, dentre outros, para unidades de extração, beneficiamento, armazenamento e comercialização de produtos apícolas”, explica Demier.

Para o engenheiro agrônomo Mateus de Lima, chefe da Unidade de Desenvolvimento Territorial da Codevasf em Minas Gerais, as palestras programadas com foco na profissionalização do apicultor também abordarão técnicas para maximização da produção e melhoria da gestão dos apiários. Serão debatidas ainda a utilização de processos de indicação geográfica e do Projeto Rota do Mel no Norte de Minas, que visam à promoção do desenvolvimento regional.

“Isso comprova que investir de forma planejada, em atividades sustentáveis, que promovem o desenvolvimento regional e, ao mesmo tempo, ajudam a preservar o meio ambiente traz muitos benefícios para os cidadãos e para o planeta Terra. Essa difusão de conhecimento, em seminários e capacitações, como uma forma de acompanhar e dar continuidade a ação de apoio e incentivo a apicultura é muito importante para que os envolvidos nesse processo se beneficiem de forma eficaz”, afirma Inaldo Guerra, diretor da Área de Revitalização da Codevasf.

Programação

A programação do 14º Seminário de Apicultura do Norte de Minas terá início às 08h30 e encerramento às 17h30. A primeira apresentação será sobre o Projeto Rota do Mel no Norte de Minas, pela coordenadora geral de desenvolvimento regional do Ministério da Integração Nacional, Aline Elaine de Lima Fagundes, que será assessorada pelo analista em desenvolvimento regional da Codevasf Alex Demier. Na sequência, às 10h, será discutida a Indicação Geográfica do Mel Aroeira – Instrumento para Promoção do Desenvolvimento Regional, com participação de Marcos Fabrício Gonçalves, consultor do Sebrae/MG; Vanderlei Doniseti dos Reis, pesquisador da Embrapa; Alex Demier – na condição de moderador; Esther Ferreira Bastos, pesquisadora do mel de aroeira; e Marcelo Soares Pereira, coordenador do INPI.

No período da tarde, a partir das 13h30, o apicultor Robson Sousa Raad abrirá os trabalhos proferindo palestra sobre o Aumento da Produtividade dos Apiários com Profissionalização da Apicultura de Bocaiuva/MG; às 15h, o presidente da Coopemapi, Luciano de Souza, falará sobre a atuação da Cooperativa de Apicultores e Agricultores Familiares do Norte de Minas para a profissionalização da apicultura regional. A seguir, às 15h45, o coordenador técnico da Emater/MG explanará sobre a atual situação da apicultura em território mineiro, com a palestra Panorama da Apicultura do Estado de Minas Gerais.

Encerrando o Seminário, a partir das 16h15, o instrutor do SENAR Sérgio Rheingantz Silveira abordará em palestra o tema Evolução da Qualificação Técnica dos Apicultores do Norte de Minas Gerais. Na sequência, haverá uma avaliação do encontro e apresentação de propostas de ações a favor desse segmento produtivo.

Veja fotografias no perfil da Codevasf no Flickr:
https://www.flickr.com/photos/codevasf/albums/72157660948640968

atualizado em 28/09/2017 18:29