Document Actions
Produtores iniciam colheita da safra de arroz em projetos de irrigação da Codevasf

Produtores iniciam colheita da safra de arroz em projetos de irrigação da Codevasf

Os produtores já colhem os primeiros grãos da atual safra de arroz nos projetos de irrigação Propriá, Cotinguiba/Pindoba e Betume, no Baixo São Francisco Sergipano. A previsão é de mais um recorde de produção nos perímetros irrigados. Segundo a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), a expectativa é que até o final da safra sejam colhidas 33 mil toneladas de arroz. O período de colheita ocorre até o final do verão.

Os irrigantes plantaram aproximadamente 4 mil hectares na atual safra da rizicultura dos projetos do Baixo São Francisco Sergipano. Somente no Betume, o maior dos projetos de irrigação, foram plantados 2,6 mil hectares de arroz, com colheita prevista de 21 mil toneladas. A Codevasf projeta que a safra atual vai resultar em um valor bruto de produção de R$ 28 milhões para os irrigantes, contribuindo para aquecer a economia da região.

O gerente-executivo do Distrito de Irrigação de Betume, Wendel Mota dos Reis, afirma que o volume de arroz colhido até o momento é bastante elevado. “A produtividade está muito boa, com índices de até 9,7 mil quilos por hectare. No momento, os produtores estão preocupados em conseguir um bom preço para comercializar a safra”, declara.

A rizicultura é a principal atividade agrícola desenvolvida nos projetos públicos de irrigação Propriá, Cotinguiba/Pindoba e Betume, beneficiando cerca de 1,5 mil famílias e gerando 8 mil empregos diretos e indiretos na região. Também destacam-se os cultivos de peixe, milho, coco verde, frutas e grama esmeralda. Os projetos estão localizados em sete municípios: Propriá, Telha, Cedro de São João, Neópolis, Japoatã, Ilha das Flores e Pacatuba.

O superintendente regional da Codevasf em Sergipe, César Mandarino, reforça que uma das prioridades da empresa em 2018 será a execução das ações de reabilitação dos projetos Propriá, Cotinguiba/Pindoba e Betume. “A rizicultura é muito importante para a região e contribui para a manutenção de milhares de empregos. Os investimentos que a Codevasf vai realizar deve dar uma sobrevida a esses perímetros irrigados e possibilitar que essa atividade possa continuar crescendo”, diz.

Neste ano, a Codevasf vai iniciar as obras de reabilitação dos projetos públicos de irrigação do Baixo São Francisco Sergipano. Em dezembro, foram assinados contratos e ordens de serviço para ações, como reabilitação de canais de irrigação, implantação de sistemas de captação flutuantes, reabilitação da rede de drenagem, reforma de estações de bombeamento e reforma de distrito de irrigação, totalizando R$ 75 milhões em investimentos. Os recursos são oriundos de emenda parlamentar impositiva indicada pela bancada federal de Sergipe.


Fotografias:
https://www.flickr.com/photos/codevasf/albums/72157640792391784





atualizado em 17/01/2018 10:16