Document Actions
Piscicultores alagoanos de projeto da Codevasf comemoram aumento de vendas em evento anual

Piscicultores alagoanos de projeto da Codevasf comemoram aumento de vendas em evento anual

Uma tonelada de pescado foi comercializada na versão 2017 da Feira do Peixe Vivo; artesanato de couro de tilápia também marcou presença

A piscicultura familiar apoiada pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) em Alagoas – e seus produtos derivados, como biojoias e acessórios de couro de tilápia – marcaram presença na Semana Santa da Feira do Peixe Vivo, promovida pela Secretaria da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura de Alagoas (Seagri) em Maceió (AL). Somente do pescado produzido no projeto público de irrigação Boacica, mantido pela Codevasf em Igreja Nova, foi comercializada uma tonelada.

“Levei mil quilos de tambaqui e vendi tudo. A cada nova edição desse evento, minha venda aumenta”, comemora o piscicultor familiar Robson Moura, morador do povoado Ipiranga, em Igreja Nova, e irrigante do Projeto de Irrigação Boacica. Para ele, viabilizar a participação dos piscicultores em eventos como a Feira do Peixe Vivo significa impulsionar a produção familiar e, consequentemente, o incremento da renda da atividade agropecuária.

“Nossa participação foi muito interessante, pois o pessoal começa a comprar o peixe vivo e acredita em nós. É uma outra fonte de renda, além daquela que vem da rizicultura”, afirmou o produtor, que participou do evento ao lado da esposa e da filha, parceiros no cultivo.

Além do pescado produzido no projeto Boacica, a Codevasf levou para a Feira do Peixe Vivo na capital alagoana o artesanato confeccionado a partir do couro de tilápia produzido pelas artesãs da Estação Cangaço, uma associação de mulheres do município sertanejo de Piranhas. No local, elas comercializaram biojoias como brincos, colares, pulseiras e outros produtos que possuem em sua composição o couro da tilápia.Couro

Segundo o superintendente regional da Codevasf em Alagoas, Antônio Nélson de Azevedo, a Companhia tem adotado a participação em eventos como estratégia para conquista de mercado e viabilização de pequenos e micro empreendimentos de economia solidária. A ideia é ampliar a visibilidade como forma de promover a própria sustentabilidade desse tipo de negócio, que requer uma atenção especial do poder público, na avaliação do superintendente.

“A piscicultura familiar e a economia criativa são duas áreas que têm experimentado um expressivo crescimento nos últimos anos. A Codevasf tem orgulho de contribuir com esse processo. É missão desta empresa pública promover as bases para o desenvolvimento regional”, destaca. “A participação na Feira do Peixe Vivo é mais uma aposta que fazemos nesses empreendimentos que geram renda e fixam as famílias em suas origens, dando oportunidade para a economia local”, resume o superintendente.

Veja fotografias:
https://www.flickr.com/photos/codevasf/sets/72157651792989791/

Ouça as notícias da Codevasf:
https://soundcloud.com/codevasf

atualizado em 20/04/2017 14:30