Document Actions
Obras que promovem revitalização do São Francisco são concluídas na Bahia

Obras que promovem revitalização do São Francisco são concluídas na Bahia

Última etapa de parceria entre Codevasf e governo baiano é finalizada em Malhada; ação protege rio do assoreamento e preserva fluxo de água

Foram concluídos em Malhada, no Médio São Francisco baiano, os serviços de contenção de processos erosivos nas margens do rio São Francisco executados pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) em parceria com o Governo do Estado da Bahia.

A ação promove a preservação ambiental e evita o desmoronamento da margem do rio e a ocupação de áreas de preservação permanente. As obras foram acompanhadas pela 2ª Superintendência Regional da Codevasf, sediada em Bom Jesus da Lapa, e integram o Programa de Revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco.

“Nós, da Codevasf, executamos ações convergentes com o Plano Novo Chico, do governo federal. Temos experiência em revitalização das bacias e desenvolvimento regional sustentável. Essas obras promovem a recuperação e a preservação do rio, o que garante mais qualidade e quantidade de água para a população. Os beneficiados, em última instância, são os cidadãos”, afirmou o diretor da Área de Revitalização das Bacias Hidrográficas da Codevasf, Inaldo Guerra.

Entre as ações executadas estão a correção dos taludes, a execução de defletores de fluxo, a instalação de cais e aguada (para que animais aproximem-se da margem do rio em áreas específicas), o plantio de mudas de espécies nativas e o cercamento de área de preservação. Também foram desenvolvidas ações de educação ambiental para a conscientização da população ribeirinha.

As espécies nativas usadas no trabalho de recomposição vegetal foram calumbi, são joão, juá, unha de gato, pajeú, canafístula, cafezão, muquém e jatobá. As ações de educação ambiental, por sua vez, foram realizadas por profissionais de assistência social que esclareceram as populações, inclusive comunidades escolares, sobre as intervenções realizadas ensinando a comunidade a proteger o rio.

ação malhadaPara conter o avanço do rio em época de cheias, foi feito um cais de proteção em convênio com o município e um muro de proteção em pedra argamassada. No local, foi feito retaludamento dos trechos urbanos, para proteção de imóveis e praças, e rurais, para recompor os taludes que desmoronam com o avanço das cheias e geram o assoreamento. Também foi executado o reflorestamento das plataformas e dos taludes, além do cercamento das áreas e criação de acessos a bebedouros para animais à beira do rio.

“Com isso, criou-se condição para o talude absorver o impacto da correnteza – principalmente nas cheias – evitando o seu desmoronamento garantindo a preservação das margens. Com o cercamento, é delimitado o acesso de pessoas e animais, evitando a destruição da mata ciliar. Simultaneamente a tudo isso, educamos a comunidade para a preservação do rio, destaca Cláudio Márcio Silva, gerente regional de Desenvolvimento Integrado e Infraestrutura da Codevasf em Bom Jesus da Lapa e fiscal da ação.

A ação foi executada por meio de termo de compromisso firmado entre a Codevasf e a Companhia de Engenharia Hídrica e de Saneamento da Bahia (Cerb), que é vinculada à Secretaria Estadual de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SHIS), e envolveu também os municípios de Muquém do São Francisco e Sítio do Mato, onde as obras também já foram concluídas. O investimento do governo federal foi de R$ 34 milhões.

Fotografia: https://www.flickr.com/photos/codevasf/sets/72157673623329281

Ouça notícias em nosso Soundcloud: https://soundcloud.com/codevasf

atualizado em 17/02/2017 14:20