Document Actions
Codevasf participa do 1º Festival de Tilápia de Morada Nova de Minas

Codevasf participa do 1º Festival de Tilápia de Morada Nova de Minas

Com uma produção anual de mais de 8,4 mil toneladas de pescado, média registrada no mais recente levantamento de 2016, o município de Morada Nova de Minas, situado no centro do estado, tem se destacado na atividade desenvolvida no reservatório de Três Marias. Resultados como esses poderão ser conferidos pelo público durante o 1º Festival de Tilápia do município, de 7 a 9 de setembro. A iniciativa é da prefeitura municipal com o apoio de algumas instituições, entre elas a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

A programação contará com estandes e apresentações artísticas. A expectativa dos organizadores é que o evento reúna mais de cinco mil pessoas, entre produtores e visitantes de cidades do entorno. A Codevasf participará do festival com exposição sobre o trabalho desenvolvido para apoiar a criação em tanques-rede, a exemplo da implantação e operacionalização de uma Unidade de Beneficiamento de Pescado na região.

Na avaliação do superintendente da Codevasf em Minas Gerais, Rodrigo Rodrigues, esse festival é um dos principais eventos de pescado no estado, substituindo outro similar, denominado Feira do Peixe, idealizado e criado pela Companhia em 2001. "A realização desse evento é resultado do trabalho que a Codevasf vem promovendo  no vale do São Francisco em Minas Gerais, notadamente na região do Lago de Três Marias, onde, em 2001, iniciou o programa de criação de peixes em tanques-rede, gerando emprego e renda para famílias de pescadores e agricultores ribeirinhos. O sucesso dessa atividade em cinco municípios da região pode ser medido pelas 8.547 unidades de tanques-rede implantadas e em operação, com renda bruta anual de mais de R$ 74 milhões", destaca.

Produção

De acordo com o Censo Aquícola do Reservatório de Três Marias de 2016, o mais recente levantamento feito pela Codevasf sobre a produção local, o município de Morada Nova de Minas se destacou, apresentando o maior número de tanques-rede – 5.199 – e a maior produção anual de pescado – 8,4 mil toneladas. Em relação a 2015, houve um crescimento de 94,5%. A comercialização do pescado inteiro fresco teve um preço médio de R$ 5,43, Tilápia (MG)representando uma receita bruta estimada em R$ 47,5 milhões/ano.

Para o presidente da Cooperativa dos Piscicultores do Alto e Médio São Francisco (Coopeixe), Edimilson Ferreira, as expectativas para a atividade são as melhores. “Temos uma comercialização muito boa. Hoje, beneficiamos no frigorífico da Coopeixe, estruturado com o apoio da Codevasf, uma média de 3 toneladas de tilápia por dia, e esperamos, até o final do ano, dobrar essa produção”, afirma.

O produto é comercializado principalmente na capital Belo Horizonte e em cidades do interior de Minas. Segundo ele, o quilo da tilápia in natura gira em torno de R$ 5,50 e o filé é vendido a R$ 23,50 no frigorífico. “Em breve, devemos estender a comercialização para os estados do Rio de Janeiro e do Espírito Santo”, informa.

“O trabalho da Codevasf, responsável pela implantação dos primeiros tanques-rede na cidade, em 2001, e por investimentos ao longo dos anos, mudou o perfil socioeconômico de Morada Nova de Minas. É a prova de que aplicar recursos e tecnologia, de forma planejada e constante, em uma atividade estruturante, promove o desenvolvimento da região e a melhoria da qualidade de vida de seus habitantes. Essa feira é um momento de merecida comemoração, para uma região que hoje produz toneladas de tilápias de alta qualidade”, afirma Inaldo Guerra, diretor da área de revitalização da Codevasf.

Veja fotografias:
https://www.flickr.com/photos/codevasf/albums/72157686194332014/

atualizado em 06/09/2017 16:39