Document Actions
Codevasf anuncia recursos para ação de revitalização durante Expedição realizada no Piauí

Codevasf anuncia recursos para ação de revitalização durante Expedição realizada no Piauí

População de Uruçuí será beneficiada pela conclusão de obras de esgotamento sanitário; investimento é de cerca de R$ 3 mi

Durante passagem da expedição técnica que está sendo organizada pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) na bacia do rio Parnaíba, o presidente da Companhia, Avelino Neiva, acompanhado do diretor da Área de Revitalização da empresa, Inaldo Guerra, anunciou a retomada de obras de esgotamento sanitário no município piauiense de Uruçuí. A ação, que conta com investimentos do governo federal de cerca de R$ 3 milhões, irá beneficiar 20 mil pessoas no município.

Os serviços incluem a conclusão de estações elevatórias, recuperação de poços de visitas, conclusão de redes coletoras de esgotos e implantação de ramais prediais. “A implantação de sistemas de tratamento do esgoto é uma prioridade em qualquer lugar, somando a nossa responsabilidade com a da Prefeitura Municipal, em breve a população será atendida e terá um esgotamento sanitário de qualidade”, disse Avelino Neiva.

"Essa ação faz parte da missão de nossa empresa, que é promover o desenvolvimento regional. Como nosso presidente salientou, traz benefícios para o município e seus cidadãos, com a redução dos gastos com a saúde, por conta da eliminação do contato da população com o esgoto in natura", afirmou Inaldo Guerra.

Durante a assinatura do termo de compromisso, o prefeito de Uruçuí, Wagner Coelho, destacou os benefícios das obras de saneamento ambiental para a população. “É um obra muito importante para nossa população que, além de desenvolvimento, trará melhoria da qualidade de vida do povo de Uruçuí”, disse.

Também participaram do evento em Uruçuí, o deputado estadual Gustavo Neiva, Piauíos prefeitos de Uruçuí (PI) e de Benedito Leite (MA), Wagner Coelho e Ramon Barros, o secretário de agricultura de Uruçuí, Samuel Werner, o vice-prefeito de Uruçuí (PI), José Humberto, além de técnicos e assessores da Codevasf.

Expedição em Uruçuí

Durante a agenda dessa quarta-feira (13), o grupo percorreu de barco o trecho do Parnaíba situado entre Ribeiro Gonçalves e Uruçuí. No percurso, foram realizadas análises técnicas, medições e diagnósticos da situação do rio. Os dados irão subsidiar na elaboração do estudo voltado para a promoção da navegabilidade do rio Parnaíba com o intuito de facilitar o escoamento da produção do Sul do estado até Teresina (PI) e Timon (MA).

Participaram do percurso, o presidente da Codevasf, representantes do Corpo de Engenheiros do Exército dos Estados Unidos (Usace), Calvin Creech e Adriel McConnell, técnicos e assessores da Companhia.

Em Uruçuí, as autoridades também assistiram à apresentações técnicas sobre a importância da navegabilidade do Parnaíba e conheceram os resultados dos estudos de viabilidade técnica e ambiental e o projeto básico da hidrovia do Parnaíba, realizado pelo  Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). O estudo foi apresentado pelo analista da Codevasf no Piauí, Ocelo Rocha.

Na ocasião, o técnico do Corpo de Engenheiros do Exército dos Estados Unidos (Usace), Calvin Creech, citou a importância do estudo do DNIT e destacou a importância da parceria com a Codevasf. “Nossa parceria com a Codevasf se iniciou em 2012 lá no São Francisco, e agora está se estendendo para o Parnaíba. Esse estudo básico realizado pelo DNIT vai servir de base Parnaíbapara nosso trabalho. Nós iremos aprofundar as análises e os diagnósticos nessa bacia visando a produção de um estudo completo dessa região”, afirmou Creech.

Revitalização no Parnaíba

Cerca de R$ 336 milhões foram investidos pela Codevasf em sistemas de esgotamento de municípios situados na bacia do Parnaíba. As ações reduzem a incidência de doenças e a poluição do solo e da água. Os sistemas são compostos por estações elevatórias e de tratamento. Além dos benefícios à saúde pública, cada R$ 1 milhão investido em obras de esgotamento mantém 30 empregos diretos e 20 indiretos; empregos permanentes também são gerados quando o sistema entra em operação.

Veja fotografias:
https://www.flickr.com/photos/codevasf/sets/72157666156174319

atualizado em 14/12/2017 17:45