Document Actions
PROJETO DA CODEVASF DESENVOLVE CADEIAS PRODUTIVAS NO PIAUÍ

PROJETO DA CODEVASF DESENVOLVE CADEIAS PRODUTIVAS NO PIAUÍ

Com recursos já disponibilizados pelo Ministério da Integração Nacional, a CODEVASF começou a executar as ações dos Arranjos Produtivos Locais(APL's) desenvolvendo as cadeias produtivas de três atividades: Apicultura, Piscicultura e Ovinocaprinocultura. Para a aplicação no Vale do Parnaíba estão destinados 25% dos recursos do Programa, que somam R$ 7,5 milhões.

Os APL's a serem desenvolvidas no Piauí pela CODEVASF totalizam recursos de R$ 1,9 milhão para projetos de piscicultura na região de Valença, apicultura e caprinocultura na mesorregião do Araripe. Para o fortalecimento do APL da apicultura na região norte do estado do Piauí, será construído o Centro de Beneficiamento de Mel, em Campo Maior. Com 200m²,o Centro terá capacidade para beneficiar 800 toneladas de mel por ano. Outras ações prevêem a mobilização, organização e capacitação de produtores na região sul.

Para desenvolver a cadeia produtiva de piscicultura no Piauí, a CODEVASF vai construir uma Unidade de Beneficiamento de Pescado em Picos, visando agregar valor ao produto. Cento e vinte pescadores artesanais, por ano, receberão capacitação em piscicultura, com o aumento da produção.

A CODEVASF também apoiará a estruturação da cadeia produtiva de ovinocaprinocultura na região do Alto Médio Canindé ( compreendendo os municípios de São João do Piauí,São Raimundo Nonato,Dom Inocêncio,Conceição do Canindé e Oeiras). As ações incluem a aquisição de matrizes e reprodutores, um programa de melhoramento genético a ser desenvolvido com a Embrapa e, ao final do terceiro ano, a redução da taxa de mortalidade dos animais. A plano de ação dos APL's da CODEVASF está sendo executado pelas Superintendências Regionais. No Piauí, a 7ª SR já está executando a aplicação dos recursos a partir dos planos apresentados para cada APL. Segundo o presidente da CODEVASF,Luiz Carlos Everton de Farias, o Programa terá grande impacto na economia das regiões a serem beneficiadas, uma vez que as ações estão concentradas em atividades que já são desenvolvidas pela comunidade que passam a contar com acompanhamento técnico em todas as fases do processo de produção, incluindo a comercialização.


Assessoria de Comunicação da CODEVASF
Jornalista Responsável: Cinthia Lages DRT:2315/86-PI
Contato: 61 223-8819
atualizado em 13/10/2004 19:30